Avila Blog

Avila Blog

Trabalhar em Casa ou Ter um Escritório em Casa?

Para Diana Rothschild, consultora freelancer de companhias multinacionais nos EUA, a decisão parecia óbvia. Com uma filha de 8 meses a seu cargo, trabalhar a partir de casa era a melhor opção: conseguia um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, para além de ter custos mais reduzidos face à solução tradicional de escritório.

O ponto de mudança deu-se quando estava ao telefone na cozinha com um executivo de topo da Nestle e, nesse instante, o seu bebé começa a chorar incessantemente, perturbando naturalmente a reunião.

As últimas estatísticas da Global Workplace Analytics indicam que 79% da força de trabalho americana gostaria de trabalhar a partir de casa, pelo menos em tempo parcial. Apesar do trabalho flexível ser uma tendência nas novas gerações de profissionais, a sua implementação não é fácil, e o exemplo recente da Yahoo, que alterou radicalmente a sua estratégia no domínio da promoção do teletrabalho, confirma esta tese.

A empresa portuguesa de consultoria estratégica SCA Consultores é um case study interessante: está há 9 anos no mercado com um modelo de gestão inovador baseado no teletrabalho, mas com regras muito bem definidas no que respeita à disciplina na utilização dos espaços de trabalho. Para Pedro Souto, CEO da consultora "uma coisa é trabalhar em casa; outra coisa, bastante diferente, é ter um escritório em casa”. Ao contrário de Diana Rothschild, Pedro Souto optou por instalar o seu escritório numa divisão à parte da sua casa, permitindo-lhe separar o ambiente profissional do ambiente pessoal e familiar. Usufrui de um secretariado à distância (Escritório Virtual) e, quando necessita, utiliza espaços de trabalho e salas de reunião num Business Center, que lhe permite quebrar um certo isolamento social característico do teletrabalho, encontrando-se pontualmente com clientes e fornecedores, desenvolvendo também networking com outras empresas.

À semelhança do provérbio "a necessidade aguça o engenho" também a economia moderna tem gerado novas e diversas soluções de trabalho adaptadas aos tempos modernos que se constituem uma alternativa ao modelo tradicional de escritório e que são utilizadas cada vez mais em todo o mundo por profissionais e empresas de todas as dimensões. Nos casos em que há uma gestão eficiente dos recursos, estas mesmas soluções podem tornar-se também um importante complemento ao escritório físico. O "segredo” está em combinar os diversos modelos em função da conjuntura económica e do contexto de evolução da empresa.


Carlos Gonçalves
CEO do Avila Business Centers/Avila Coworking e co-autor do Livro "Out of the Office