Avila Blog

Avila Blog

Yahoo e o retrocesso no novo Mundo.


O paradigma mudou e vivemos num novo mundo: um admirável novo Mundo. Não é clichê, é pura realidade.

A economia moderna não se compadece com gastos desnecessários e as empresas procuram diariamente soluções que as tornem mais  produtivas e mais felizes. Sim, porque as empresas são as pessoas, e se as pessoas estão mais felizes, as empresas ficam mais felizes.....leia-se mais rentáveis, com tudo de bom que isso poderá trazer, nomeadamente a criação de emprego e a melhoria das condições de trabalho.

 
Na semana passada, Marissa Mayer, CEO da Yahoo enviou uma comunicação a todos os colaboradores, informando que a empresa tinha decidido terminar com a política de teletrabalho, argumentando que era fundamental que as pessoas partilhassem o mesmo espaço.

O Memo referia, entre outras coisas: "We need to be one Yahoo, and that starts with physically being together."
A Yahoo é uma empresa de tecnologia, certo? A tecnologia permite acesso remoto ao escritório através de plataformas colaborativas, certo?
 
O tempo dirá se esta foi a melhor opção, mas a história diz-nos que o fundamentalismo na defesa de um único  modelo de trabalho ideal, não tem dado bons resultados.
 
Segundo consta, esta executiva de 37 anos construiu uma pequena clinica perto da sede da Yahoo, em Silicon Valey, para estar mais perto do seu bebé, quando este nasceu. Isto aconteceu pouco tempo depois de ter tomado os destinos da empresa: na altura estava grávida de cinco meses e foi muito criticada por ter usufruído apenas de duas semanas de licença de gravidez.
 
Desta vez torna a dar um mau exemplo, numa altura em que os seus pares workaholics de Silicon Valey apostam em modelos flexíveis de trabalho, permitindo que os colaboradores possam escolher livremente o local onde desenvolvem as suas tarefas, sendo naturalmente monitorizados de acordo com critérios de gestão de objectivos. Muitos deles alternam entre  a sua casa, o escritório e espaços de coworking, onde podem contactar com profissionais de outras áreas, fugir da rotina diária e ser mais produtivos.

O paradigma mudou, mas ainda há empresas que procuram inverter o curso normal do rio.

Carlos Goncalves
Avila Coworking
info@avilacoworking.com